O que foi o projeto Mandriva?

A primeira versão do Mandriva foi baseada no Red Hat Linux e foi lançada em 01 de julho de 1998. A partir desse momento passou a se distanciar da distribuição da Red Hat Linux e se tornou uma distribuidora totalmente separa e com direitos próprios. Incluindo assim várias ferramentas originais, com o objetivo de facilitar a configuração do sistema.

O Mandriva Linux foi lançado por Gaël Duval em Julho de 1998. No início foi apenas uma remasterização, com uma interface simples, conhecido como KDE, porem ocorreram subsequentemente lançamentos que adicionaram itens melhores, como um novo instalador e aperfeiçoamento de hardware.

Com essas mudanças a empresa cresceu no ramo, com o tempo o Mandriva conseguiu atrair investidores que acabou convertendo-se em negócios, a empresa, naquela época chamada de MandrakeSoft, conseguiu alavancar. A empresa foi destaque entre 2003 a 2005.

O Mandriva Linux tem como prioridade uma distribuição para desktop. A empresa continha uma qualidade de software de ponta.

Adotaram o modelo de fazer o desenvolvimento aberto antes de outras distribuições populares e lançamentos estáveis.

Mudança de nome

Em abril de 2005, a Mandrakesoft anunciou uma junção corporativa da Conectiva, uma companhia Brasileira ajudava na distribuição e produção da Linux dentro da América Latina nas línguas Portuguesa e Espanhola e a distribuidora Linux francesa Mandrake, as duas empresas em si continham propostas parecidas de como se trabalhar e gerando assim uma fusão nasceu o Mandriva.

Como resultado desta fusão e do processo judicial com a Hearst Corporation, a Mandrakesoft anunciou então que a companhia iria mudar o nome para Mandriva, e que a sua distribuição Linux, Mandrake Linux, passaria então a ser conhecida como Mandriva Linux.

Edições Linux

A Mandriva disponibilizava múltiplas edições do Linux. Dentre essas múltiplas edições são distribuídas de forma gratuita, e algumas outras são vendidas online e por intermédio de vendedores autorizados.

A Mandriva trouxe, processos operacionais como o MCC, Mandriva Control Center, ultimamente adaptado pelo Mageia, como Mageia Control Center (MCC igualmente) com a capacidade de permitir a fácil configuração de praticamente tudo no sistema via interface gráfica, isso foi uma revolução!

Versões do Mandriva

Desde 2007, o Mandriva era lançado a cada seis meses periodicamente.

A última versão que foi disponibilizada foi o Mandriva Linux 2011, que foi lançado em 28 de agosto de 2011.

  Mandriva e o desfecho

No ano de 2011 o declínio da empresa começou a ser visível.

Segundo a revista Societe, mesmo com um comando de meio milhão de Euros em parcerias e negócios a empresa vem definhando desde então e hoje a empresa só conta com apenas 10 empregados e deve fechar em breve, após os 16 anos de experiência.

A empresa anunciou que já estava encerrando suas atividades, entrou então em um processo de liquidação na França, esse é um dos últimos passos para finalmente fechar a empresa.

Esse processo estaria ocorrendo para que a empresa não feche sem horar com as suas dívidas e compromissos, o dinheiro deverá ser destinado aos sócios e responsáveis.

Curiosidades

A Mandriva travou (e ganhou) em 2007 uma luta contra a Microsoft para distribuir o Mandriva Linux em 17 mil computadores destinados a escolas da Nigéria.