O que foi o projeto Mandriva?

A primeira versão do Mandriva foi baseada no Red Hat Linux e foi lançada em 01 de julho de 1998. A partir desse momento passou a se distanciar da distribuição da Red Hat Linux e se tornou uma distribuidora totalmente separa e com direitos próprios. Incluindo assim várias ferramentas originais, com o objetivo de facilitar a configuração do sistema.

O Mandriva Linux foi lançado por Gaël Duval em Julho de 1998. No início foi apenas uma remasterização, com uma interface simples, conhecido como KDE, porem ocorreram subsequentemente lançamentos que adicionaram itens melhores, como um novo instalador e aperfeiçoamento de hardware.

Com essas mudanças a empresa cresceu no ramo, com o tempo o Mandriva conseguiu atrair investidores que acabou convertendo-se em negócios, a empresa, naquela época chamada de MandrakeSoft, conseguiu alavancar. A empresa foi destaque entre 2003 a 2005.

O Mandriva Linux tem como prioridade uma distribuição para desktop. A empresa continha uma qualidade de software de ponta.

Adotaram o modelo de fazer o desenvolvimento aberto antes de outras distribuições populares e lançamentos estáveis.

Mudança de nome

Em abril de 2005, a Mandrakesoft anunciou uma junção corporativa da Conectiva, uma companhia Brasileira ajudava na distribuição e produção da Linux dentro da América Latina nas línguas Portuguesa e Espanhola e a distribuidora Linux francesa Mandrake, as duas empresas em si continham propostas parecidas de como se trabalhar e gerando assim uma fusão nasceu o Mandriva.

Como resultado desta fusão e do processo judicial com a Hearst Corporation, a Mandrakesoft anunciou então que a companhia iria mudar o nome para Mandriva, e que a sua distribuição Linux, Mandrake Linux, passaria então a ser conhecida como Mandriva Linux.

Edições Linux

A Mandriva disponibilizava múltiplas edições do Linux. Dentre essas múltiplas edições são distribuídas de forma gratuita, e algumas outras são vendidas online e por intermédio de vendedores autorizados.

A Mandriva trouxe, processos operacionais como o MCC, Mandriva Control Center, ultimamente adaptado pelo Mageia, como Mageia Control Center (MCC igualmente) com a capacidade de permitir a fácil configuração de praticamente tudo no sistema via interface gráfica, isso foi uma revolução!

Versões do Mandriva

Desde 2007, o Mandriva era lançado a cada seis meses periodicamente.

A última versão que foi disponibilizada foi o Mandriva Linux 2011, que foi lançado em 28 de agosto de 2011.

  Mandriva e o desfecho

No ano de 2011 o declínio da empresa começou a ser visível.

Segundo a revista Societe, mesmo com um comando de meio milhão de Euros em parcerias e negócios a empresa vem definhando desde então e hoje a empresa só conta com apenas 10 empregados e deve fechar em breve, após os 16 anos de experiência.

A empresa anunciou que já estava encerrando suas atividades, entrou então em um processo de liquidação na França, esse é um dos últimos passos para finalmente fechar a empresa.

Esse processo estaria ocorrendo para que a empresa não feche sem horar com as suas dívidas e compromissos, o dinheiro deverá ser destinado aos sócios e responsáveis.

Curiosidades

A Mandriva travou (e ganhou) em 2007 uma luta contra a Microsoft para distribuir o Mandriva Linux em 17 mil computadores destinados a escolas da Nigéria.

Qual foi o primeiro Linux criado no mundo?

Linus Benedict Torvalds liberou a primeira versão do seu sistema Linux, ou como também é chamado de GNU/Linux, na sua versão 0.01 em setembro de 1991 foi liberada para download na rede. Linus desde o início liberou o Kernel do sistema de forma gratuita, garantindo que diversos outros sistemas pudessem ser desenvolvidos. Nesse período, estudantes do mundo inteiro partilhavam a ideia do software livremente.

Linus recebeu milhares de feedback desses estudantes. Essa versão possui 10,239 linhas de código de programação. Ao contrário do que as pessoas ainda falam sobre isso, ouve fortes críticas de revolucionários da computação daquela época.

Fortes Criticas ao Linux

Andy Tanenbaum, um dos críticos do início da Linux disse que se Linus Torvalds fosse seu aluno naquela época, não receberia de forma alguma uma boa nota pelo seu sistema tão mal arquitetado.

Mesmo com as fortes críticas Linus persistiu no projeto e continuou trabalhando, mas diferentemente de antes passou a ter ao seu lado um grande números de colaboradores interessados para auxilia-lo. Linux passou então a ser patenteada pela GPL, para garantir que o projeto continuasse livre, estudo e alteração.

Lançamento Oficial

Finalmente no dia 05 de outubro de 1991 foi lançada então a primeira versão do Linux ou GNU/Linux em sua versão 0.02, que se tornaria muito mais tarde o sistema operacional livre mais famoso e conhecido do mundo, com o objetivo de Linus em vista, programadores que voluntariamente tornassem o movimento do software livre e forte, em busca do sistema operacional perfeito, mas ainda assim podendo ser corrigido e aperfeiçoado por qualquer pessoa em qualquer lugar no mundo.

Embora o Linux seja muito conhecido com relação a servidores desde o final da década de 1990, a utilização em desktops desse sistema é algo ainda muito nova. Porém, milhares de usuários tanto empresariais quanto domésticos atualmente usam alguma distribuição Linux.

Distribuição Comercial

A primeira distribuição comercial feita para o sistema operacional da Linux foi a Yggdrasil. Criada por uma empresa de Berkeley, na Califórnia em dezembro de 1992. Ela foi a primeira distribuição comercial a trazer o conceito de Live CD, do qual utiliza o sistema do CD-ROM, sem nem ao menos a necessidade de instalá-lo no disco rígido.

A Softland Linux System (SLS) foi lançada por Peter Mac Donald em maio de 1992. Essa foi a primeira distribuição largamente reconhecida e usada pelo Linux. Esse foi certamente o primeiro avanço para adotar o Linux e chegou a dominar o mercado mundial até que os desenvolvedores fizeram a escolha de mudar então o formato da forma de executar os arquivos.

Uma coisa interessante dentro do sistema operacional Linux é que tanto em um supercomputador como em uma simples placa eletrônica, o Linux tem a mesma eficácia de rodar dentro do processador, pois ele consegue suportar uma grande variedade de processadores.

Como prova disso podemos ver o Linux é um dispositivo inteiramente eletrônicos que usam seu sistema operacional em receptores de TV por satélite, na automação de carros, geladeiras, TV’s, celulares, principalmente em androides.

OS TIPOS DE COMPUTADORES MAIS USAM LINUX HOJE?

O Linux não é apenas um sistema operacional como muitos predizem, criado por Linus Torvalds em 1992, ele é um kernel de código-fonte (é um conjunto de instruções baseado em uma linguagem de programação, quando integrados viram um software) aberto a todos, é um sistema sempre atualizado ao longo do tempo, por meio de desenvolvedores voluntários de várias partes do mundo. Hoje, ele é utilizado por vários modelos e tipos de computadores, mostraremos alguns.

DOMINANTE

Em uma pesquisa recente feita para descobrir com qual sistema operacional, os melhores computadores rodavam, foi descoberto que 99% dele roda a base Linux, um número de se espantar, entre eles estão os computadores que estão no topo da lista, entre os mais velozes e com maior quantidade de processadores inseridos. Cerca de 486 maquinas num total de 500 rodam Linux.

O motivo é o mesmo que rodeiam as empresas de grande porte que utilizam o sistema operacional, estamos falando do custo para se obter o processador, que é aberto a todos e são considerados os mais estáveis dentro do mercado tecnológico.

COMPUTADORES

Não se surpreenda com a lista, os maiores computadores do mundo são normalmente criados pela IBM e estão localizados em solo americano.

Tianhe-2

O Tianhe-2 lidera com quase o dobro de melhor desempenho com relação ao segundo colocado da lista roda Linux; Criado na China, é uma ótima versão atualizada do Tianhe-1ª, traz consigo um total de 3,1 milhões de núcleos. Esse supercomputador que ocupa o mais rápido do mundo é fabricado pela NUDT.

Cray Titan

Conhecido como Cray Titan ou somente Titan, ele é normalmente utilizado nos laboratórios de energia nacional que localiza-se nos Estado Unidos, também utiliza uma das versões do Linux. Perdeu o primeiro lugar para o Tianhe-2, ele obtém um núcleo de 510 mil. O seu nome detém o nome da sua empresa de fabricação a Cray Inc.

Tianhe-1A

Criado em 2010, ele foi considerado o supercomputador mais rápido do mundo em novembro do mesmo ano de sua criação, hoje ainda, continua entre os dez mais velozes. Um dos maiores e melhores computadores desenvolvidos pela China, é desenvolvido também Linux.

SuperMUC

Desenvolvido pelos alemães, foi considerado um dos mais velozes do mundo, ocupando a posição de quarto lugar, em junho de 2012. Cinco anos se passaram e ele ainda continua no top 10, méritos na verdade pelo seu processador que obtém 147.456 núcleos, é um dos computadores fabricado pela empresa IBM, também a empresa da qual foi fabricado quanto o SuperMUC rodam Linux.

Juqueen

Desenvolvido também pelos alemães, ele contém um processador de 458.752 núcleos, e desde 2012, data da sua última atualização ele ocupa desde então a quinta colocação dentro do top 500, ele também roda Linux.

Mira

Pertencente pelo departamento de Energia do Laboratório dos Estados Unidos e criado pela distribuidora IBM é um processador de 786 mil núcleos, roda Linux e foi em 2012 a quarta colocação.

K Computer

O primeiro representante na lista do top 500 dos supercomputadores, do Japão, foi considerado o mais rápido do mundo durante todo o tempo de 2011, obtém um núcleo de 705 mil e sua fabricação foi executada pela Fujitsu.

Existe alguma dúvida de que Linux é o sistema operacional do momento?

Linux é bom sistema operacional para jogos?

Utilizado por várias empresas, o sistema operacional criado por Linus Torvalds em 1992, Linux é conhecido por ser um sistema aberto para desenvolvedores voluntários trabalharem nele e para utiliza-lo é preciso ter bastante conhecimento no processador, mas isso é mentira, você não precisa ter um conhecimento acadêmico para isso, nem para desenvolver jogos.

JOGOS E PROGRAMAS

O Linux é ótimo em muitas coisas, como dissemos acima, muitas empresas utilizam seu sistema operacional, entretanto ele não é o melhor item para jogos e para alguns aplicativos.

Por mais que existam muitos jogos que o próprio Linux disponibiliza através do Steam, a maioria dos jogos são Indie. Esses problemas são específicos em razão de não existir versões especificas de softwares. Programas da Adobe (Photoshop, After Effects, Illustrador) nenhum deles rodam dentro do sistema operacional Linux.

Se você pratica esses jogos no PC definitivamente essa mudança pode ser um pouco ruim.

Outro problema que você pode ter é com o pacote da Microsoft Office, mas essas limitações podem ser resolvidas com outros programas, pois a loja de aplicativos do Ubuntu pode encontrar. Softwares específicos podem te ajudar.

Ele também não suporta programas que são do Windows e isso pode ser ruim, apesar de ter sempre algum outro aplicativo em que pode te ajudar ou que seja parecido com o que procura.

GTA V

Se você quiser jogar GTA V você não vai poder utilizar o Linux, ele não lhe dá essas condições, não por ser ruim, mas ele não consegue rodar. O que acontece é que o sistema em que o GTA é programado para rodar o RockStar que não desenvolveu o jogo para o próprio sistema da Linux. É tudo uma questão de sistema e não que o Linux não consegue rodar.

Caso você queira muito jogar esses tipos de jogos, infelizmente, terá que ir ao sistema operacional do jogo e pedi para que eles finalmente desenvolvam os jogos para serem programados e rodado no Linux.

SISTEMA OPERACIONAL LIVRE

O fato de ser um sistema operacional livre também pode ter mais problemas, infelizmente. Os superusuarios partem da ideia de que a pessoa que está mexendo no sistema conhece bem o sistema, o que no mal uso do mesmo pode sempre lhe causar um problema maior, como por exemplo apagar as informações e levar até a reinstalação do Linux.

O FUTURO

Pensando nessas limitações que o sistema da Linux tem para conseguir rodar alguns jogos, a Valve, a empresa que fica por traz do Steam, que é a maior plataforma de distribuições de jogos, relatou em uma conferência que pretendem lançar um computador, denominado de Steam Box, que irá disputar lugar no mercado com o Playstation e o Xbox, e este mesmo vídeo game, deve sem dúvida nenhuma, rodar Linux, que para o fundador da empresa, é o “futuro dos games”.

Contendo mais de 198 jogos dentro do sistema operacional da Linux. E o sistema operacional mostrou que é capaz de superar esses desafios que tem diante dos games. E que o futuro é logo ali.

Grandes empresas que usam Linux. Quais são?

Um sistema operatório criado por Linus Torvalds em 1992, o Linux, é um sistema aberto para todas as pessoas, seu desenvolvimento se dá com desenvolvedores voluntários em diversas empresas. Esse sistema é mais popular do que Windows e Mac OSX, pois sua utilidade vai além do que simplesmente os computadores.

Por utilizarem servidores e desenvolvedores operacionais diferentes do que os seus concorrentes trabalham, como por exemplo uma computação em nuvem e como falaremos mais abaixo a utilização dos dispositivos moveis.

Eles também são considerados de boa usabilidade, estabilidade e a segurança, definitivamente eles têm uma quantidade considerável de clientes espalhadas pelo mundo, tanto em projetos quando em empresas.

Outra coisa que chama a atenção da empresa é justamente o fato de ser gratuita, podendo começar um novo sistema do zero, sem um custo alto, como ocorrem em outras empresas.

Existe hoje, muitas empresas famosas e de renome das quais utilizam esse sistema;

EMPRESAS QUE USAM LINUX

NASA

A maior agencia especial responsável por inúmeras conquistas para a melhora e o desenvolvimento da humanidade dentro da sociedade usa Linux em seus projetos, em sondas espaciais e os rovers marcianos (são instrumentos modernos mandado a marte).

A utilização de controles contra armamentos também parte inteiramente da Linux, da última geração.

Google

A maior empresa de busca de informações dentro do meio tecnológicos também utiliza o Linux em vários ambientes, desde a nuvem até o Android e o desenvolvimento dos seus servidores.

Twitter

Com cerca de 300 milhões de usuários a famosa rede social também usufrui da rede de sistema operacional Linux e seus servidores.

Correios

O sistema de correio inteiro dos Estados Unidos da América utiliza Linux, até mesmo o sistema bancário do país é moldado por eles.

McDonalds

A maior rede de fast food também faz uso da Linux, mas especificadamente o programa que ela obtém o Ubuntu.

Dispositivos Móveis

Todos os telefones ou qualquer outro aparelho que roda Android (Smartphones, Tablets, SmartWarches), precisam da utilização da Linux.

Facebook

Impossível você viver em nosso planeta e não conhecer a maior rede social do mundo, o Facebook. A empresa de Mark Zuckerberg faz seus serviços com a utilização do sistema operacional Linux.

PROJETOS QUE USAM LINUX

Hackers

Como o sistema operacional da Linux é um sistema aberto, os hackers têm total liberdade para desenvolverem e modificarem o sistema da forma em que eles consideram melhor, e com isso o Linux pode ser bem modificado.

Trens

Os trens bala do Japão, conhecidos pela alta velocidade que podem alcançar (320 Km/h) são inteiramente controlados pela Linux.

Bolsa de Nova York

A NYSC, que comanda a bolsa de valores e negocia ações milionárias, também faz isso usando o Linux.

Debian

A Linux também faz parte do espaço, ela é responsável pelo Debian é o responsável por todo o funcionamento da Estação Espacial Internacional.

Robóticas

O Linux é utilizado para controlar linhas robóticas, em busca da melhor inteligência artificial, e ao que tudo indica o Linux é o melhor indicado para a “estabilidade necessária” para o projeto.

O QUE É UM LINUX?

O Linux não é apenas um sistema operacional como muitos predizem, criado por Linus Torvalds em 1992, ele é um kernel de código-fonte (é um conjunto de instruções baseado em uma linguagem de programação, quando integrados viram um software) aberto a todos, é um sistema sempre atualizado ao longo do tempo, por meio de desenvolvedores voluntários de várias partes do mundo. 

 

Muito provavelmente você utiliza o Linux e nem ao menos tem o conhecimento disso, por exemplo, existe apenas uma pequena, bem pequena probabilidade de o seu roteador, Tv acabo não obter o sistema operacional Linux implantado neles. A sua internet também, é quase que controlada inteiramente pelo GNU/Linux e outros sistemas que embasam o GPL.

O Facebook e Netflix rodam em Linux. A nuvem computacional mais famosa do mundo, a Amazon AWS, também roda em Linux. O sistema operacional Android é totalmente baseado em Linux e de forma tão idêntica que muitos não se retêm a chama-lo de Linux.

O que é Kernel?

O Linux em si, é um Kernel, pois o kernel é o núcleo desse embasamento, sendo ele um sistema operacional. É ele que faz a ligação dos hardwares e os programas que precisam e necessitam ser executados no computador. Ou seja sem o kernel o computador não consegue ser utilizado.

O Linux em si, não foi criado exatamente do nada, ele foi desenvolvido sobre a base de um sistema operacional chamado Minix, feito por Andrew S. Tanenbaum, que o disponibilizou para auxiliar no ensino da computação.

Porque alguns chamam de GNU/Linux?

Um projeto desenvolvido por Richard Stallman, em 1984, tinha como objetivo a criação de um sistema operacional livre baseado no Unix. O projeto criou uma licença de software chamada GPL. Durante cinco anos eles conseguiram criar a maior parte dos programas essenciais para o sistema operacional, mas faltava o Kernel.

Em 1992, Lunis Torvalds aderiu a essa licença do GNU o que tornou o Kernel Linux livre. Então de uma forma bem simplista, Linux é o nome dado ao kernel e GNU/Linux é a junção completa do sistema operacional.

Várias distribuições Linux

Existem hoje várias distribuições da Linux, mas não se engane, cada uma tem uma funcionalidade bem especifica. No decorrer de certo tempo muitas distribuições surgiram e desapareceram. A maioria dos Linux disponíveis são gratuita, entretanto, existem também alguns modelos que são pagas, que são normalmente utilizadas por empresas.

Curiosidade

Por que o pinguim foi o escolhido para a logo para representar a Linux? Naquela época muitos preferiam utilizar animais selvagens nas suas marcas, que daria um ar de certo poder. Entretanto, Lunis Torvalds, o criador do Linux não achou interessante fazer parte disso, mas também queria colocar um animal no logo. Foi quando veio à mente uma situação em que ele foi ao zoológico em Camborra com um amigo e um pinguim o atacou, o nome dado ao pinguim da logo Tux, uma junção do Unix, o sistema operacional e Andrew Tridgell, o amigo com quem foi ao zoológico.

Quem é Linus Torvalds?

Criador do sistema operacional que leva o seu nome, Linus Torvalds é um finlandês, nascido na cidade de Helsinki no dia 28 de dezembro de 1969. Ele é um software que desenvolveu milhares de produtos online, como o Google OS e o Android.

Num belo dia, o avô de Torvalds, Leo Waldemar, um matemático, decidiu compra um computador, Commodore em 1980, entretanto ele não sabia mexer e pediu para que o neto lhe ajuda-se a aprender a usá-lo.

Linus passou a se interessar pela informática nesse período, ele tinha apenas 11 anos, digitava códigos em BASIC para o seu avô. Com um interesse aguçado sobre o material a sua frente, ele passou a escrever seus próprios programas para poder imprimir mensagens na tela, o conhecido Hello World.

Naquele verão, Linus Torvalds não saiu de casa até aprender tudo sobre aquela tecnologia que estava diante dele, a partir dali Torvalds descobriu a sua verdadeira paixão, mas tarde ele iria se juntar à equipe da faculdade da qual cursava e integrar o departamento de Ciência da Computação.

A CRIAÇÃO DO LINUX

Quando tinha 18 anos, passou a cursar a Universidade de Helsínquia. Naquela época Linus já era bem ambicioso, pretendia adquirir um sistema operativo, entretanto, o que estavam em alta na época (Unix e MSDOS da Microsoft) eram muito caros, desta forma, ele então decidiu criar o seu próprio sistema operativo, o Linux, que passou a ter seus primeiros equipados em 1991, quando tinha apenas 21 anos e do qual continua na liderança após 26 anos do seu lançamento oficial.

O nome dado ao sistema operativo surgiu pois a base operacional original do seu sistema integrava o Unix e ele inclui o seu nome Linus.

Ainda na época da faculdade, Linus então disponibilizou na internet o seu novo sistema operacional e pediu para que as pessoas que o usassem, caso tivessem sugestões ou apenas feedbacks lhe mandassem pois ele estaria a disposição para ouvir.

Com o passar do tempo uma quantidade de pessoas consideráveis passaram a utilizar o Linux e a dar sugestões e feedbacks do mesmo, surgindo assim os outros sistemas atualizados por Torvalds.

A PROPOSTA DE JOBS

Ele se mudou para os Estados Unidos no ano de 2000. Em recente entrevista Linus disse que assim que chegou aos pais foi convidado por Jobs a trabalhar com ele na Apple, convite esse que foi recusado, pois para o convite ser aceito ele deveria ter de deixar tudo que envolvesse a Linux.

SOFTWARES LIVRES

Linus acredita que todos os softwares deveriam, em via de regra, serem grátis e disponibilizados para todas as pessoas que necessitam dele, ele também disse que a sua empresa é aberta para as pessoas que são boas no que fazem e irá começar a contratar integrantes de uma sociedade minoritária, como por exemplo, as mulheres.
Segundo Linus os dias mais difíceis da empresa já se foram, não sendo um fã de mudanças, ele mencionou que a situação atual do sistema da Linux é o melhor em que ele poderia estar.

“Software é como sexo: é melhor quando é de graça” – Linus Torvalds